Home » Notícias » Mãe publica carta a jornal contando história do seu filho Jacob, 5 anos, transexual

Mãe publica carta a jornal contando história do seu filho Jacob, 5 anos, transexual

trans-5 transUma israelense naturalizada americana, , publicou uma carta no jornal Boston Globe compartilhando a história de seu filho transgênero, de 5 anos. Mãe de três, Mimi Lemay se surpreendeu quando percebeu  que Miamanifestava o desejo de ser um menino. Hoje, a criança se chama Jacob e é tratada como um menino. No documento, divulgado no início dessa semana, a mãe detalha os desafios de lidar com a nova situação na família.

Lemay conta que foi aos 3 anos que Jacob começou a querer usar apenas roupas masculinas e verbalizou, pela primeira vez, que queria ser um menino. Primeiramente, a mãe achou que o comportamento do garoto fosse apenas para chamar atenção, mas quando ele começou a se isolar e ficar irritadiço, ela percebeu que que alguma coisa estava acontecendo.
“Foi uma experiência dolorosa para mim e eu quis trazê-la a público porque eu acredito que tem muitos pais com medo de permitir a transição de seus filhos, porque eles têm medo de serem vistos como pais ruins”, conta a mãe. “Eu vi que meu menino estava perdido. Eu percebi que ele vivia duas vidas, uma em casa, outra na escola. Ele não estava completo”, lembra ela.
Após muitas consultas com médicos e psicólogos, além de falar com membros da comunidade LGBT, ela e o marido resolveram que era importante deixá-lo escolher como queria viver. Depois de permitir o filho se comportar como menino, ela notou a diferença no comportamento dele: “Ele começou a sorrir abertamente, a olhar os outros nos olhos. Todo aquele comportamento antissocial que ele tinha sumiu em apenas duas semanas após ele começar sua transição”.

Atualmente, ela acredita que contar a história do filho transgênero é importante para ajudar outros pais que passam pelo mesmo desafio. “Percebendo a felicidade dele e como ele se sente completo, me faz ver que isso (a transição) não é uma maldição. Eu acredito que a conscientização vai fazer as pessoas aprenderem mais e verem que crianças transgêneros estão sendo tratadas de forma brutal por nossa sociedade e isso precisa mudar”.

Lemay vai além ao afirmar em sua carta que sua experiência com o filho a fez aprender muito: “Jacob, meu amor, foi você que transformou nossas vidas para uma menos ordinária e muito mais significativa. Obrigado profundamente por sua confiança. Não sei o que está por vir, mas eu não tenho mais medo”, diz.

trans-6беспроводная видеокамера уличнаяуслуги пьяный водительтакси пьяный водитель москваотдых финляндия хостелысковорода гриль отзывыэлектролюкс варочная поверхность индукционнаяcar cover 993цена на справку срочномедицинская справка при поступлении в вузPADI Underwater Photographer

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *