Home » Notícias » Saiba o que rolou no I Seminário Queer

Saiba o que rolou no I Seminário Queer

A TEORIA QUEER:

É importante notar que a Teoria Queer não propõe um modelo “queer” de mundo. O queer é justamente o estranho. É aquele que se narra ou é narrado fora das normas. A Teoria Queer propõe o questionamento às epistemes (pressupostos de saber), ao  que entendemos como verdade, às noções de uma essência do masculino, de uma essência do feminino, de uma essência do desejo. Para a Teoria Queer é preciso olhar para esses conceitos e tentar perceber que não se tratam, de forma alguma de uma essência, ou mesmo, que não há uma ontologia do todo, mas, no máximo, uma relação de mediação cultural dos marcadores biológicos.,

Como diria Paul Preciado, é uma teoria de empoderamento dos corpos subalternos, e não o empoderamento assimilacionista. O empoderamento que nos faz fortes em nossas margens e ocupar os espaços com nossos corpos transviados.

A Teoria Queer surge da confluência de vertentes radicais do feminismo e dos estudos gays e lésbicos, e propõe uma crítica à hegemonia heterossexual, interpretada como uma imposição cultural que permeia o discurso e a prática em diversos âmbitos da realidade social, cultural e política.

8748e0de-8a53-4aba-b93c-0ce292132fab

I Seminário Queer: Cultura e Subversões das Identidades

Na última semana ocorreu no SESC Vila Mariana o I Seminário Queer, uma parceria do SESC com a revista Cult. As discussões foram apresentadas por pesquisadores brasileiros e internacionais de destaque na discussão da Teoria Queer, com especial destaque para a filósofa Judith Butler, uma das principais referências sobre o tema no mundo.

norrie-300x169

Primeira pessoa no mundo a conseguir registro civil como gênero neutro. Nem homem e nem mulher. Isso ocorreu na Austrália e seu nome é Norrie.

De interesse para educadores, estudantes, pesquisadores interessados nas temáticas da sexualidade, do gênero e dos saberes insurgentes, as discussões do I Seminário Queer, realizado pelo Sesc em parceria com a Revista Cult, focaram em aguçar o olhar para as formas menos visíveis de normalização corporal e subjetiva vigentes na sociedade contemporânea.

Confira abaixo a programação completa do evento, nos vídeos disponibilizados pelo SESC.





Fonte: SESC-SP, osentendidosдухи женские кельвин кляйнToyotaСтронг Билдингссанкт петербург финляндияcar cover bunningsпагода в харьковевстраиваемая техника черкассымаркетинговые агентства украиныцена на охотничью камеру с MMSbinary options what is it

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *